LIP - Luz Intensa Pulsada

Project Title Project Title

LIP - Luz Intensa Pulsada

O Foto-rejuvenescimento com Luz Intensa Pulsada , diferentemente da tecnologia utilizada no LASER, é um tratamento não invasivo que melhora a aparência da pele sem lesar sua superfície, possibilitando uma rápida recuperação. O princípio é a fotoestimulação pela energia emitida por uma fonte de luz que atinge o colágeno, a melanina, uma célula ou um vaso, gerando calor localizado naquele ponto e, conseqüentemente, destruindo ou contraindo os tecidos, estimulando a formação de colágeno e fibras elásticas, melhorando a estrutura e espessura cutânea.

A Luz Intensa Pulsada pode tratar simultaneamente, com eficácia e segurança, uma grande variedade de alterações da pele, tais como: vasos capilares rompidos, rosácea, sardas, pigmentações, manchas solares (senis) na face, colo e mãos, além das alterações de relevo e textura, pelo estímulo na produção do colágeno e fibras elásticas, melhorando rugas, estrias, cicatrizes e o tônus da pele.

O tratamento é geralmente administrado em uma série de sessões que duram aproximadamente trinta minutos. Dependendo da intensidade do problema, uma série de cinco ou seis sessões poderá ser recomendada. Dividindo o tratamento em etapas, obtém-se uma melhora gradual sem os riscos de reações cutâneas adversas.

O rejuvenescimento da pele é potencializado pelo uso de cremes que contém outros ativos (despigmen- tantes, hidratantes, anti-radicais livres, etc.), devendo ser usados no mínimo 30 dias antes do início do procedimento.

A adesão ao uso diário de cremes com ativos é altamente benéfica. A recompensa dessa nova atitude será a qualidade de pele com viço de jovialidade.

O resultado dependerá do grau de alteração cutânea existente ( manchas, fotoenvelhecimento, rugas superficiais e profundas ), da idade ( alterações hormonais ) e hábitos pessoais ( stress, uso de cigarros/álcool ), mas será evidente e de efeito duradouro.

Outros tratamentos estéticos como toxina botulínica, peelings químicos e preenchimento com ácido hialurônico, hidroxiapatita ou PMMA , devem ser associados e poderão otimizar o efeito final do procedimento.

A luz pulsada não pode ser aplicada em peles negras, morenas ou bronzeadas. A grande quantidade de melanina atrai a luz do aparelho de forma desordenada e acaba interferindo na ação do raio luminoso, podendo agredir a pele inadequadamente, provocando pigmentação indesejada da área tratada.

A exposição solar deverá ser evitada 15 dias antes de cada aplicação e restrita aos horários de menor incidência de radiação UVA-UVB após o procedimento, sempre com uso de fotoprotetor solar.

O paciente não precisa afastar-se de suas atividades normais, pois esta técnica é não-ablativa, ou seja, não remove a pele. Não é necessária sedação ou curativos.

Dr. Roberto Sterza

testi4 rsterza@uol.com.br

testi4 +55 (19) 3294 2131

testi4 +55 (19) 3254 4621

Fale conosco